O cobre mata germes? Sim, é eficaz contra o COVID-19 dentro de 4 horas

Por Ashley Laderer 
Fonte: Insider em 25.03.2020
Tradução especial para Doce Limão**: Professional Translations

O cobre mata a maioria dos germes em poucas horas e torna outros não infecciosos. 

E complemente esta leitura com Cobre destrói vírus e bactérias. Por que ele não está em todo lugar?

  • O cobre pode matar vírus e outros germes, destruindo as camadas protetoras dos organismos e interferindo em seus processos vitais. 
  • Um novo estudo descobriu que o SARS-CoV-2, o vírus responsável pela pandemia de Corona vírus, não é mais infeccioso em superfícies de cobre dentro de 4 horas, enquanto pode sobreviver em superfícies plásticas por 72 horas. 
  • O cobre tem muitas aplicações em hospitais e outros locais onde é provável que os germes se espalhem. 

Embora você possa pensar que toalhetes ou sprays anti-sépticos são necessários para matar germes, na verdade há um metal que mata germes por contato - não é necessário limpar (desinfetar) a superfície recoberta com este metal. 

Acredite ou não, o uso do cobre para fins de saúde remonta ao Egito Antigo, e os cientistas hoje ainda estão aprendendo sobre os incríveis benefícios do cobre. Aqui está o que você precisa saber. 

O cobre mata os germes

O cobre tem propriedades antimicrobianas, o que significa que pode matar microorganismos como bactérias e vírus. No entanto, o microrganismo precisa entrar em contato com o cobre para que seja morto. Isso é chamado de "morte por contato". 

De acordo com Edward Bilsky, Ph.D., Presidente e Diretor Acadêmico da Universidade de Ciências da Saúde do Noroeste do Pacífico, o cobre pode matar os germes de várias maneiras: 

  • Ele interrompe as membranas celulares bacterianas - os íons de cobre danificam as membranas celulares ou "envelopes" e podem destruir o DNA ou o RNA do micróbio;
  • Gera estresse oxidativo nas células bacterianas e cria peróxido de hidrogênio que pode matar a célula;
  • Ele quebra as proteínas que operam funções importantes e que mantêm as células bacterianas vivas. 

O mecanismo exato de como o cobre interfere com as proteínas nas células bacterianas ainda não está totalmente esclarecido, mas a hipótese atual é a trans-metalização, graças ao fato de o cobre ser um metal estável. 

"A trans metalização é a capacidade de um metal substituir a outro metal", diz Michael D. L. Johnson, Ph.D., Professor Assistente de Imunobiologia da Faculdade de Medicina da Universidade do Arizona em Tucson. "O cobre pode apenas substituir alguns metais presentes em certas proteínas [nas bactérias] e, ao fazer isso, bloqueia a função dessas proteínas". 

Quando você bloqueia a função de uma proteína, ela inicia uma reação em cadeia que mata as bactérias. "Ao bloquear a função da proteína, você bloqueia a função do caminho. Quando você bloqueia a função do caminho, você bloqueia a função do organismo e, em seguida, o organismo fica morto na água", diz Johnson

O cobre pode matar vírus e bactérias

Estudos mostraram que o cobre pode matar muitos tipos de germes por contato. De acordo com um estudo de 2015 publicado no Health Environments Research and Design Journal, alguns dos germes comuns que o cobre comprovadamente aniquila são: 

  • MRSA
  • Coli
  • Influenza A
  • Norovírus 

Uma pesquisa recente publicada no New England Journal of Medicine descobriu que o cobre pode ser eficaz contra o SARS-CoV-2, o vírus responsável pela pandemia de Corona vírus. 

O estudo mostrou que, após 4 horas, o vírus não é mais infeccioso na superfície do cobre.
Em comparação, o Corona vírus ainda era infeccioso em superfícies plásticas após 72 horas.

As aplicações de cobre antimicrobiano

Uma das principais aplicações do cobre é nos hospitais, embora o uso não seja generalizado. No mesmo estudo citado acima, os pesquisadores determinaram as superfícies mais germinativas de um quarto de hospital - trilhos da cama, botões de chamada, braços de cadeira, mesa de bandejas, entrada de dados e suporte para soro - e as substituíram por componentes de cobre.

Os resultados foram muito promissores. Em comparação com as salas feitas com materiais tradicionais, houve uma redução de 83% na carga bacteriana nas superfícies nas salas com componentes de cobre. Além disso, as taxas de infecção dos pacientes foram reduzidas em 58%.

Tecnicamente, você pode usar cobre em casa. No entanto, de acordo com Johnson, a maioria dos produtos de cobre para uso doméstico tem um tratamento para evitar a oxidação que faz com que a bela cor original do cobre fique com um azul esverdeado ao longo do tempo. Este tratamento impede que você obtenha as propriedades antimicrobianas benéficas do cobre.


Após a limpeza com o suco do limão fica assim...

Pitaco Conceição Trucom: Uso pulseira de cobre SEMPRE. A maior parte do tempo tem sua cor típica de um marrom-rosado e metálico. Contudo, quando algo está estranho com meu emocional (baixa da imunidade talvez, ou da proteção energética), ele passa a desenvolver uma cor verde-azulada... Isso é uma pátina que se forma pela oxidação... Na minha concepção, meu organismo segue fazendo bom uso do cobre, enquanto demonstra para mim - de forma muito clara, ou melhor, verde-azulada - que preciso me proteger, me cuidar mais... O que faço? Faço um polimento diariamente com suco de limão, até que o fenômeno pare de acontecer... Pode falar o que você está pensando: coisas de bruxinha!!!

Minha opinião? Use pulseiras, brincos e anéis de cobre. Principalmente se você trabalha e interage com muitas pessoas. Seja física ou virtualmente!


Mais uma ideia criativa para aqueles com fragilidades respiratórias...

Dito isto, o cobre ainda tem a capacidade de ser tóxico para as bactérias quando está nesse estado oxidado de cor esverdeada, no entanto, segundo Johnson, os cientistas ainda não sabem exatamente como esse mecanismo funciona.

De acordo com a pesquisa atual, a desvantagem do uso do cobre é que ele não é tão eficaz na destruição de vírus quanto na mortandade de bactérias - principalmente se for um vírus transmitido pelo ar. Muito disso tem a ver com o fato de que os vírus tecnicamente não são organismos vivos - eles são agentes de infecção, não são seres "vivos" como as células e, portanto, são mais perduráveis.

"Os vírus são diferentes porque não são células, mas infectam células saudáveis ​​que lhes permitem se replicar. O vírus pode entrar em contato direto com o trato respiratório superior e os olhos e entrar nas células saudáveis, portanto uma estratégia de cobre seria amplamente ineficaz [nesse caso]", diz Bilsky. 

Outra desvantagem é que existem algumas argumentações infundadas que podem enganar as pessoas. Algumas empresas tentam comercializar jóias de cobre ou meias com infusão de cobre como proteção antimicrobiana para o usuário, mas elas são ineficazes. 

Esperançosamente, mais pesquisas continuarão sendo conduzidas para que possamos entender melhor as propriedades antimicrobianas do Cobre e as maneiras mais eficazes de usá-lo na vida cotidiana para nos manter saudáveis.

Complemente esta leitura com: Cobre destrói vírus e bactérias. Por que ele não está em todo lugar?

O Cobre: uso em utensílios culinários?

(**) Fernando Trucco - Tradução especial para Doce Limão: Professional TranslationsReprodução permitida desde que citadas as referências da fonte e do tradutor.

ANTES : Inscreva-se abaixo para receber informativos e outros materiais que o Doce Limão 
está disponibilizando gratuitamente durante este momento de crise!!!

Faça a inscrição por e-mail.

Informe seus dados:

Vamos ser amigos?

Inscreva-se para receber gratuitamente o Boletim Doce Limão e ainda leve de brinde a Apostila de Meditação, em formato PDF.

Se além disso você também deseja ter acesso a todos os nossos cursos online e conteúdos exclusivos, seja um Assinante Doce Limão. Clique aqui!

Siga-nos no Facebook

Clique aqui para conferir todos os eventos.

Comentários e perguntas

 Caro leitor,

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo? A área de comentários e perguntas é exclusiva para assinantes Doce Limão. Por apenas R$ 20 mensais, você terá acesso a todo conteúdo exclusivo, como palestras, cursos online e muito mais, além de poder enviar perguntas, que serão respondidas pela Conceição Trucom e equipe.

 

Saiba mais e assine