O Cobre: uso em utensílios culinários?

Conceição Trucom *

Por termos colocado 2 páginas sobre o poder do cobre na higienização de superfícies, principalmente hospitalares e grandes espaços de circulação pública, surgiu esta questão: o que você acha das panelas de cobre?

Daí fizemos as pesquisas abaixo, mas minha conclusão é:

Eu não usaria. Uso no corpo, mas jamais para o preparo de alimentos!!!

Principalmente porque uso muito limão nos meus preparos... 

Então, vamos saber mais? 

OMS Comisión del Codex Alimentarius. Julho 1991

“Panelas, utensílios e pratos devem estar limpos e em boas condições. Material inadequado como cobre, chumbo ou outros materiais tóxicos, não devem ser utilizados, pois esses metais reagem facilmente em contato com os alimentos, especialmente se estes forem ácidos e formarem compostos tóxicos”. 

CODELCO (Corporação do Cobre do Chile)

O metal vermelho é conhecido por sua alta condutividade térmica, o que faz com que o calor da chama seja distribuído uniformemente na panela, sem pontos mais quentes do que outros. Assim, o alimento é cozido da mesma maneira, estando ele no fundo ou nas bordas superiores do recipiente. Além disso, as características do cobre permitem que o calor seja mantido por mais tempo, proporcionando um cozimento mais uniforme e uma economia de energia considerável. 

Outros metais vêm ganhando popularidade dentro dos círculos gastronômicos, como aço inoxidável e alumínio por resistência ou facilidade de limpeza, embora suas características os façam reagir a alimentos ácidos, dando-lhes um sabor metálico e às vezes descolorindo-os. 

O oposto acontece com o cobre: ​​faz com que os vegetais mantenham suas cores, evitando o escurecimento. Além disso, graças às propriedades antibacterianas, as preparações de cobre são mais higiênicas. 

Wikipedia

Propriedades químicas do cobre

Na maioria de seus compostos, o cobre tem baixos estados de oxidação, sendo o mais comum + 2, embora também existam alguns com status de oxidação + 1. 

Exposto ao ar, sua cor vermelho-salmão inicial torna-se vermelha violeta devido à formação de óxido cuproso (Cu2O), que posteriormente torna-se escurecido pela formação de óxido cúprico (CuO). A coloração azul de Cu+2 é devida à formação de íon [Cu (OH2) 6] +2,46. 

Por muito tempo exposta ao ar úmido, forma uma camada pegajosa e impermeável de carbonato verde venenoso (carbonato cúprico). 

A pátina também pode se formar, uma mistura venenosa de acetatos de cobre esverdeado ou azulado que se forma quando os óxidos de cobre reagem com ácido acético (vinagre) e é produzida em processos de fermentação acética. 

Ao usar utensílios de cobre para cozinhar alimentos, é necessário tomar precauções para evitar o envenenamento por verdete, que, apesar do mau gosto, pode ser mascarado com molhos e condimentos e ingerido. 

O ácido cítrico dissolve o óxido de cobre, sendo aplicado em superfícies limpas de cobre, polindo o metal e formando citrato de cobre.  

Aspectos sanitários

A Organização Mundial da Saúde (OMS), em seu Guia para a qualidade da água potável, recomenda um nível máximo de 2 mg/litro. O mesmo valor foi adotado na União Europeia como um valor-limite para o cobre na água potável, enquanto nos Estados Unidos, a Agência de Proteção Ambiental estabeleceu um máximo de 1,3 mg/litro. 

Toxicidade

Os mecanismos subjacentes aos efeitos do envenenamento por Cu em humanos não são bem conhecidos. O Cu é um metal de transição que, como o restante deste tipo de metal (exceto Zn), possui elétrons não emparelhados em seus orbitais externos. Por esse motivo, esses metais podem ser considerados radicais livres.

ANTES : Inscreva-se abaixo para receber informativos e outros materiais que o Doce Limão 
está disponibilizando gratuitamente durante este momento de crise!!!

Faça a inscrição por e-mail.

Informe seus dados:


Assine o Doce Limão

Você gosta do nosso conteúdo? Seja um embaixador do Doce Limão e contribua para que ele continue sendo produzido! Além disso, você tem acesso a todo conteúdo de assinante: 11 cursos online (incluindo o Cosmética Natural), palestras, vídeos, receitas, e-books, suporte e muito, muito mais.
1
mês
Assinatura mensal
R$ 20,00 /mês
Cobrança automática no cartão
Assinar
6
meses
Assinatura semestral
R$ 120,00
R$ 110,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar
12
meses
Assinatura anual
R$ 240,00
R$ 200,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar

 

Lojas Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossas lojas parceiras. Clique e adquira já.

 


* Conceição Trucom
 é química, pesquisadora, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida. Possui 10 livros publicados, entre eles O Poder de Cura do Limão (Editora Alaúde), com meio milhão de cópias vendidas, Mente e Cérebro Poderosos (Pensamento-Cultrix) e Alimentação Desintoxicante (Editora Alaúde).

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br

Vamos ser amigos?

Inscreva-se para receber gratuitamente o Boletim Doce Limão e ainda leve de brinde a Apostila de Meditação, em formato PDF.

Se além disso você também deseja ter acesso a todos os nossos cursos online e conteúdos exclusivos, seja um Assinante Doce Limão. Clique aqui!

Siga-nos no Facebook

Clique aqui para conferir todos os eventos.

Comentários e perguntas

 Caro leitor,

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo? A área de comentários e perguntas é exclusiva para assinantes Doce Limão. Por apenas R$ 20 mensais, você terá acesso a todo conteúdo exclusivo, como palestras, cursos online e muito mais, além de poder enviar perguntas, que serão respondidas pela Conceição Trucom e equipe.

 

Saiba mais e assine