Considero esta live muito interessante para alocar nesta categoria, porque elas 3 relatam uma cultura oral sobre alimentação, ingredientes, origens e até o que seria uma MICRO POLÍTICA...

No último episódio da 2ª temporada Prato Cheio, produzido pela equipe do O JOIO E O TRIGO, reunimos três mulheres cuja vida é marcada por uma relação intensa com a comida. Caroline Silva, Govinda Lilamrta e Tainá Marajoara se reúnem em uma mesa-redonda para compartilhar experiências e conhecimento.

Vamos saber mais? E no final uma receitinha de farofa bem brasileira...

Conheça e inscreva-se no Canal O Joio e o Trigo
O joio e o trigo' não é um canal e site sobre como comer (bem ou mal),
nem sobre dietas da moda. É um projeto sobre comer como ato político.

Conheça também o SITE e no Instagram @ojoioeotrigo

Vamos à FAROFA?

Em homenagem ao ACRE vamos aprender uma farofa de Jambu, ideal para acompanhar peixes.

INGREDIENTES:

  • 150 gramas de farinha de suruí 
  • 60 gramas de manteiga
  • 50 gramas de pão torrado
  • 40 gramas de castanha-do-pará picada
  • 1 maço de folhas de jambu
  • 2 folhas de chicória
  • Sal e pimenta a gosto

PREPARO:

  1. Primeiramente branqueie as folhas em água fervente e esfrie-as em água gelada
  2. Passe um pano limpo para secar
  3. Junte a manteiga e a farinha e leve ao fogo até que se torne uma pasta dourada
  4. Torre a castanha e o pão
  5. Coloque depois em um processador todos os ingredientes juntos, menos a castanha e o pão torrados, que você deve unir à mistura tão logo ela fique esverdeada

Saiba mais:

A farinha suruí, farinha de pau, também conhecida como farinha de mandioca, farinha de guerra, farinha de mesa, farinha da terra e farinha seca, é a farinha comum, branca e fina, feita a partir da raiz de mandioca. De origem ameríndia, é um alimento bastante comum no Brasil. No sudeste seria a farinha de mandioca comprada como CRUA.


JAMBU = Acmella oleracea
Saiba mais na wikipedia

Planta cultivada na região norte do país, onde é utilizada como condimento culinário amazônico, principalmente para ao preparar o famoso “molho-de-tucupi”. As folhas e inflorescência são empregadas na medicina caseira na região norte do país, para tratamento de males da boca e garganta, além de tuberculose e litíase pulmonar. As folhas e flores quando mastigadas dão uma sensação de formigamento nos lábios e na língua devido sua ação anestésica local, sendo por isso usada para dor-de-dente como anestésico e como estimulante do apetite. O chá das folhas e inflorescência é empregada também, contra anemia, escorbuto, dispepsia e como estimulante da atividade estomáquica. A substância responsável pela ação anestésica na mucosa bucal é uma isobutilamida denominada espilantol. Na sua composição química, além de espilantol, são citados a espilantina,afinina, colina e fitosterina.

Por receitas em 


Assine o Doce Limão

Você gosta do nosso conteúdo? Seja um embaixador do Doce Limão e contribua para que ele continue sendo produzido! Além disso, você tem acesso a todo conteúdo de assinante: 11 cursos online (incluindo o Cosmética Natural), palestras, vídeos, receitas, e-books, suporte e muito, muito mais.
1
mês
Assinatura mensal
R$ 20,00 /mês
Cobrança automática no cartão
Assinar
6
meses
Assinatura semestral
R$ 120,00
R$ 110,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar
12
meses
Assinatura anual
R$ 240,00
R$ 200,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar

 

Loja Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossa loja. Clique e adquira já.


* Conceição Trucom
 é química, pesquisadora, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida. Possui 10 livros publicados, entre eles O Poder de Cura do Limão (Editora Alaúde), com meio milhão de cópias vendidas, Mente e Cérebro Poderosos (Pensamento-Cultrix) e Alimentação Desintoxicante (Editora Alaúde).

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br