Teste sua eficiência cerebral

Teste sua eficiência cerebral

Conceição Trucom *

A proposta desse teste é te ajudar a perceber o quão urgente é a necessidade da prática dos exercícios cerebrais na sua vida.

O nível de necessidade pode ser desde uma mera prevenção, o que é muito recomendável, até um resgate urgente da sua eficiência e agilidade mental.

Prático e objetivo, este teste pretende te dar uma idéia de quanto seus recursos cerebrais básicos estão comprometidos: seja pelo estresse, pela má alimentação, respiração, pela falta de atividade física, relaxar, rir e se divertir.

Leia cada um das quarenta situações do cotidiano citadas abaixo e assinale aquelas que se aplicam a você. Quanto mais honestas suas respostas, mais real será a "fotografia" de sua eficiência cerebral.

Registre sua pontuação (0 a 40 pontos) para que daqui 1 mês, após este período de prática dos exercícios cerebrais, você repita este teste e, a partir dos resultados verifique seus avanços:

1. Quando quero estacionar o carro levo tanto tempo escolhendo entre um e outro lugar que muitas vezes acabo perdendo a vaga.

2. É costume sair e esquecer a luz acesa ou a janela aberta.

3. Quando compro um aparelho novo vou mexendo para saber como funciona e só em último caso leio o folheto de instruções, que aliás, sempre me parecem mal explicadas.

4. No supermercado, quando mudam os artigos de lugar ou, pior ainda, quando mudam as prateleiras das seções, fico perdido(a). Durante vários dias me atrapalho nos corredores, até me habituar à nova disposição.

5. Sempre esqueço onde deixei os objetos que mais uso - chaves, óculos, carteira, isqueiro ou fósforos, caderneta de endereços, etc.

6. Quando preciso usar minhas mãos, sou desajeitado(a), seja para pregar um quadro na parede, abrir uma lata de conservas, fazer um conserto, etc.

7. É incrível como as crianças que ficam brincando perto de mim logo me aborrecem! Por mais que eu goste delas, me complicam a vida.

8. Na televisão, conheço muito bem os animadores e, no entanto, faço confusão com seus nomes.

9. Durante os primeiros meses do ano, várias vezes eu dato os cheques com o ano anterior.

10. Nos jogos da TV ou do rádio quase sempre sei a resposta certa... mas demoro muito para dizer e perco sempre.

11. Pouco estou ligando para a minha aparência física: a elegância me parece coisa supérflua.

12. Não consigo saber de cor a senha do meu cartão de crédito.

13. Acho que não valeria mais a pena viver se eu tivesse um acidente com a perda da vista, de uma das mãos, ou uma doença grave.

14. A idéia de ir para um país onde tivesse que lidar com uma língua estrangeira me dá angústia.

15. Sei uma porção de anedotas na ponta da língua; mas, quando vou contá-las, esqueço um pedaço importante, troco as falas, estrago o final... enfim, um fracasso!

16. Tenho certeza de que não vou viver muitos anos.

17. Quando ligo a TV, fico mudando de canal porque não tenho paciência de ver um programa até o fim.

18. Quando vou fazer compras, para não esquecer nada, faço uma lista. Se perder a lista, fico sem saber o que fazer.

19. Mesmo que tenha um mapa correto do bairro onde vou, quando chego lá não consigo situar as ruas, fico desorientado(a), e sou obrigado(a) a pedir informações à primeira pessoa que passar.

20. Se discuto música, moda ou política com meus filhos ou netos, logo entro em choque com eles.

21. Ao entrar no aeroporto, em vez de consultar os painéis eletrônicos com as indicações dos vôos, costumo perguntar a alguém a informação de que preciso.

22. Quase sempre esqueço alguma coisa no fogo ou no forno (água, ovos, carne, etc.).

23. Quando olho as fotos tiradas nas férias, costumo confundir as cidades, os monumentos, as datas em que foram batidas.

24. Se eu herdasse uma fortuna, logo pensaria em destiná-la a uma criança, a uma associação de caridade ou a uma organização humanitária, sem pensar em mim mesmo(a).

25. Se me dizem um preço ou uma soma, atrapalho-me ao fazer a conta do troco.

26. Quando mudo de carro, levo muito tempo até me habituar ao manejo do novo veículo.

27. Detesto que mudem minhas coisas de lugar!

28. Não me lembro de um artigo de jornal, mesmo que o tenha lido há pouco tempo.

29. Muitas vezes, quando o farol do semáforo acende no verde, ouço os carros que estão atrás de mim buzinando furiosos porque, pelo jeito, demoro para dar a partida.

30. Se tocarem a campainha enquanto estou fazendo alguma coisa que exige atenção ou delicadeza, fico meio desnorteado(a) e levo um certo tempo até me decidir a parar o trabalho e ir abrir a porta.

31. Sem querer, adoço várias vezes o suco ou ponho sal demais na comida.

32. Eu me atrapalho com novos nomes, sobretudo com os nomes de pessoas, e vou dizendo errado, trocando uma letra ou sílabas; aí, quando quero pronunciar certo, é difícil.

33. Quando a telefonista me dá um número que quero chamar, preciso anotar imediatamente, se não esqueço, mesmo que vá ligar nos próximos minutos.

34. Se percebo que está me faltando dinheiro, a primeira idéia que me vem à cabeça é que alguém me roubou.

35. Às vezes cumprimento alguém na rua que me olha espantado; percebo então que me enganei.

36. Quando não durmo na minha cama, tenho dificuldade para pegar no sono e chego a passar a noite em claro.

37. Ao pedir o saldo eletrônico no banco sempre me atrapalho.

38. São sempre as duas mesmas cidades, ou os dois mesmos times esportivos, ou os dois mesmos acontecimentos que confundo.

39. Só o meu meio profissional, atual ou passado, me interessa de fato. O resto me é bem indiferente.

40. Se um dos comerciantes dos quais sou freguês(a) fecha sua loja, fico bastante atrapalhado(a) e levo muito tempo até conseguir escolher outro fornecedor.

FONTE: INRPVC (Institut National sur la Prévention du Vieillissement Cérébral) Hospital Bicêtre - Paris - França.

Este texto faz parte do livro Mente e Cérebro Poderosos - Conceição Trucom - editora Pensamento-Cultrix - 2010.

Atualmente em sua quarta edição (jul.2012)


 

Lojas Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossas lojas parceiras. Clique e adquira já.

 


* Conceição Trucom
 é química, pesquisadora, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida. Possui 10 livros publicados, entre eles O Poder de Cura do Limão (Editora Alaúde), com meio milhão de cópias vendidas, Mente e Cérebro Poderosos (Pensamento-Cultrix) e Alimentação Desintoxicante (Editora Alaúde).

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br

 

Vamos ser amigos?

Inscreva-se para receber gratuitamente o Boletim Doce Limão e ainda leve de brinde a Apostila de Meditação, em formato PDF.

Se além disso você também deseja ter acesso a todos os nossos cursos online e conteúdos exclusivos, seja um Assinante Doce Limão. Clique aqui!

Siga-nos no Facebook

Comentários e perguntas

 Caro leitor,

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo? A área de comentários e perguntas é exclusiva para assinantes Doce Limão. Por apenas R$ 20 mensais, você terá acesso a todo conteúdo exclusivo, como palestras, cursos online e muito mais, além de poder enviar perguntas, que serão respondidas pela Conceição Trucom e equipe.

 

Saiba mais e assine